Seguidores

"Se tem alguém indignado com a corrupção, sou eu", afirma Lula



O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está indignado com a corrupção no Brasil. Quem afirma isso é o próprio, que fez discurso em evento para cerca de 3 mil petistas e sindicalistas na noite da última terça-feira (31) em São Paulo. Além de sua indignação, o ex-presidente fez mea-culpa em relação aos erros do governo de Dilma Rousseff.

"Hoje, se tem um brasileiro indignado sou eu. Indignado com a corrupção. E tenho a certeza de que este País nunca teve ninguém com a valentia da presidenta Dilma de fazer investigação contra quem quer que seja”, disse o ex-presidente.


Ainda durante seu discurso, Lula citou as recentes manifestações contra o governo Dilma. Criticou os críticos das passeatas e citou idas às ruas anteriores dos petistas para justificar seu ponto de vista. Para Lula, todas as manifestações que ocorreram no último dia 15 de março foram legítimas.

"Nós temos que ir para a rua muitas vezes, mas não temos que ficar com raiva de quem está indo contra nós. Eu, às vezes, fico irritado quando vejo companheiros dizendo que quem vai para rua contra nós são os que não prestam e nós somos os bons. Nós fomos contra Sarney, contra Collor, contra FHC, contra Geisel, contra Médici. É a primeira vez que estão indo contra nós. Eles têm direito”, afirmou Lula.

Na tentativa de animar sua militância após citar as manifestações contrárias ao governo, Lula mostrou manchetes de 2003 que falavam sobre a crise em seu primeiro ano de governo. Segundo o ex-presidente, Dilma ainda pode terminar seu mandato melhor do que ele próprio fez.