Seguidores

haitianos reclamam da comida servida e jogam no lixo

Durante a noite desta quarta-feira, dia 26, alguns imigrantes que estão alojados no abrigo permanente localizado na cidade de Brasiléia, no Acre, se revoltaram com a má qualidade da comida que lhes são servidos e resolveram protestar, jogando no chão, a marmita que receberam.



A empresa ganhadora da licitação que lhes rendeu em torno de R$ 1 milhão, deveria fornecer cerca de três refeições e comestível aos imigrantes. Esta não seria a primeira vez em que acontece esse tipo de reclamação.
unnamed (1)
Hoje, são mais de 2.500 imigrantes de várias nacionalidades que estão no abrigo e vivem de forma degradante. O número alto de imigrantes é devido a cheia do Rio Madeira, em Rondônia, que chegou parte da BR – 364, e não há como os imigrantes seguirem viajem.