Seguidores

Drone é usado para despejar pacote de cocaína em presídio de São Paulo

Um pacote de 250 gramas de cocaína foi entregue na manhã dessa sexta-feira (07) por um drone no pátio do Centro de Detenção Provisória (CDP 1) de São José dos Campos (SP). De acordo com informações veiculadas pela Folha de S. Paulo, a pequena aeronave despejou a encomenda no pátio da penitenciária e seguiu viagem.
O inusitado acontecimento levou a Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo a cancelar o horário de visitas, que deveria ter acontecido nesse domingo em um dos pavilhões da unidade de detenção.
O mini-helicóptero foi visto por funcionários do CDP 1 por volta das 10h20, que testemunharam também a ação rápida de alguns detentos: na hora em que o pacote atingiu o chão, um grupo de presos recolheu às pressas a encomenda – que foi apreendida em seguida por agentes penitenciários. A droga encontra-se atualmente sob posse do Instituto de Criminalística para perícia.
Até o momento, o piloto da aeronave não foi identificado. Conforme informado pela Folha, a corregedoria dos presídios e a Polícia Civil conduzem investigação que deverá apontar o responsável por ordenar a entrega da cocaína. O uso de drones para o transporte de drogas em presídios é uma prática relativamente nova em terras brasileiras – por aqui, pombos são geralmente responsáveis por despejar aparelhos celulares a presidiários.
Importante mencionar que o emprego de máquinas não tripuladas para o transporte de drogas é fenômeno comum mundo afora. As FARC, por exemplo, em associação com cartéis de drogas colombianos, usam submarinos para essa finalidade há anos.