Seguidores

Morre mais uma vítima de ataque à família no bairro de Água Santa

Cinco pessoas foram baleadas e três morreram durante tentativa de extermínio em um casa no bairro da Zona Norte. Segundo relatos, oito pessoas encapuzadas invadiram o local



Rio - Morreu por volta das 9h55 da manhã deste sábado Douglas Eurico dos Santos, de 22 anos, que estava internado no Hospital Salgado Filho, no Méier, após sua família ter sido baleada na madrugada de hoje no bairro de Água Santa, na Zona Norte do Rio, na residência onde moravam. O pai Amilcar Januário dos Santos, de 39 anos e a mãe Maria Diana, de 42, não resistiram aos ferimentos e morreram na hora.
Os outros dois filhos do casal também foram atingidos. Alan Eurico dos Santos, de 21 anos, levou um tiro no tórax e outro no braço e está em estado grave no centro cirúrgico do hospital. Já o irmão Pedro Henrique, de 13 anos, foi alvejado por cinco tiros de raspão, mas passa bem.



Segundo relatos dos vizinhos, oito pessoas encapuzadas invadiram a casa na Rua Frei Damião Berg, nº 20, por volta das 4h40. A namorada de Douglas, Kelly e a filha do casal de 5 anos se esconderam atrás da máquina de lavar e não foram achadas pelos criminosos.
Kelly chegou a carregar Alan até a casa de uma vizinha e segundo ela, o jovem teria dito à testemunha que levou um tiro dormindo. Todos na casa estavam dormindo, exceto Amilcar e Diana. O moradores do bairro relataram que escutaram muitos barulhos de tiros e que a ação durou cerca de 30 minutos.
Ainda segundo relatos, Amilcar estava se arrumando para trabalhar, ele exercia a função de zelador. Ninguém, da família dele, quanto da família do Douglas entende como isso aconteceu.
A Divisão de Homicídios está no local realizando perícia. Ainda não se sabe o que motivou o crime. Amilcar possuía três passagens pela polícia e ficou oito anos preso no complexo penitenciário de Bangu.